VEJA COMO E FEITO NOSSOS SERVIÇOS DE REPATRIAÇÃO FUNERÁRIA.

Veja em 3 minutos

Veja um pequeno vídeo sobre como e feito os processos de repatriação funeraria em todos os países que atuamos.
Somos uma empresa especializada somente em transportes funerários internacionais.


VEJA AS ESTIMATIVAS DE VALORES DE REPATRIAMENTO FUNERÁRIO

Valores em dólar

OUTROS SERVIÇOS DE TRANSPORTE INTERNACIONAL

Serviços adicionais

Muitas vezes os familiares preferem levar somente as cinzas ou ate mesmo os restos mortais humanos apos o período de exumação do cemitério.


DUVIDAS

1O que é repatriação funerária?
De acordo com o Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (2008-2013), a palavra repatriação é definida como o ato de fazer  voltar à pátria. Portanto, repatriação funerária pode ser entendida como sendo o traslado (transporte) do corpo ou das cinzas de uma pessoa falecida para o seu seu país de origem.
2Convenção da Apostila de Haia
Desde Agosto de 2016, passou a valer, no país, a Convenção da Apostila de Haia, um acordo internacional de 1961, assinado pelo Brasil em 2015, que reduz a burocracia envolvendo esse tipo de documentação necessária para trasladar o corpo para o Brasil. Em 2015, o Brasil tornou-se o 111º Estado Contratante na Convenção de Haia de 1961 que suprime o requisito de legalização de documentos públicos estrangeiros (a “Convenção”)

INFORMAÇÕES

1Falecimento de cidadãos brasileiros no exterior
Em caso de falecimento de cidadão brasileiro no exterior, faz-se necessário registrar o óbito em repartição consular brasileira. Isso é importante não só para providenciar o translado do corpo para o Brasil, mas também para que possam ser tomadas as providências relativas à herança, pensões, e expedição atualizada de documentos, etc.
2Exigências para o traslado de corpo de brasileiro falecido no exterior
1) O transporte só poderá ser efetuado após autorização da administração do aeroporto de embarque, à qual deverão ser exibidos, obrigatoriamente:
atestado de óbito
laudo médico de embalsamento ou conservação; e
autorização para remoção de cadáver concedida pela autoridade policial onde ocorreu o óbito, se necessário.
2) O laudo médico de embalsamento é indispensável, principalmente se o óbito for provocado por doença contagiosa, ou suscetível de quarentena, ou com potencial de infecção constatada.Nesses casos, será exigido, ainda, que o corpo esteja contido em urna metálica hermeticamente fechada.
3) Será exigido, também, que os restos mortais estejam contidos em urnas impermeáveis e lacradas quando se tratar de corpos cremados.
4) É recomendável a expedição de uma declaração dirigida à autoridade brasileira solicitando a abreviação dos trâmites burocráticos para a liberação do corpo do "de cujus".
5) Os documentos citados devem ser expedidos com a devida Apostila da Haia, para que tenham efeito jurídico no Brasil. É fundamental que o procedimento seja seguido à risca para evitar problemas com as autoridades alfandegárias, do Brasil e do exterior.

20 ANOS DE EXPERIENCIA
EM REPATRIAÇÃO FUNERÁRIA

Nossa Equipe Especializada

Somos especialistas em transportes internacionais / repatriação funerária com representantes em vários países do mundo e tradutores de diversas línguas.


LEANDRO
SANTOS

Brasil / United States


André
Machado

Portugal


Juliana
Jorda

Estados Unidos


Natalia
Lopes

Colombia


AINDA COM DÚVIDAS?
ENTRE EM CONTATO!

Contato Rápido

Nosso sistema de emails e telefones funcionam 24 horas por dia. Todos em nossa equipe estão prontamente a disposição para resolver qualquer tipo de duvidas sobre repatriamento.


 

Olá, eu sou a Flávia!
Vamos começar o orçamento? são 2 minutos.


BLOG
Operador
Ajuda
Ola. Faça uma cotação rapidamente por aqui e fale com um especialista em repatriamento funerário
Powered by